Ótima matéria no Guardian sobre a crise que se abateu na Iranda. 8.3% do PIB vai desaparecer no ano de 2009. A primeira vez que estive em Dublin o que mais me chamou a atenção foi a confiança e o otimismo das pessoas: Dublin é muito bonitinha, mas os dublinenses são um povo do cacete. Uma coisa que dava pra ver em 2005, todavia, é que ninguém achava que a crise podia vir. Quer dizer, ninguém das novas gerações: jantando com os sogros e alguns de seus amigos, todos falavam disso, para espanto dos mais jovens. Agora a crise veio, levando tantos irlandeses para fora de seu país, de novo. 

O que mais me desesperava quando eu estava por lá era a incapacidade das pessoas de verem que o sistema político do país é podre, que a idéia de que só um único partido consiga funcionar decentemente e os outros sejam tão desimportantes é lamentável.