Se essa fosse a manchete do jornal O Grobo ao menos o jornal faria mais juz à realidade. Nos últimos dois dias as manchetes têm insistido no fato de que um documento interno do governo é uma peça de manipulação política.Aqui tem um link para a crítica do Nassif a essa bobagem, porque eu não acho o link com a reportagem nem com a manchete original. O documento do governo diz que as regras para distribuição do bolsa família podem mudar no próximo governo. O que seria uma demonstração de coerência administrativa é representado como chantagem política. Uma hipótese bizarra, que segundo a reportagem foi levantada por um professor de direito da UERJ. Hoje o Globo voltou à carga, com um editorial sobre o assunto. Sérgio Guerra, um dos líderes da oposição e senador pelo PSDB (vejam só, social democratas!) aproveitou para explorar politicamente a “notícia”, chamando a norma do governo de “terrorismo”.

Eu gosto do Globo, é o jornal que compro quando estou no Rio e que leio na internet. E sempre votei no PSDB, e gostaria de votar nessa eleição também. Por isso, aqui vão dois conselhos. Ao Globo: parem de perder tempo com baixaria. Nos últimos anos vocês entraram numa guerra sem sentido contra programas sociais eficazes e políticas de compensação racial que não levam a nada. Vocês vão perder todas as vezes em que entrarem nessa discussão. Eu concordo com vocês em princípio, prestem atenção nisso. Quanto menos Estado melhor. Transformar os miseráveis do Brasil em clientes do Estado não é uma boa. Mas isso é um argumento que podemos ter em abstrato, ou na Noruega. Nosso passivo social no brasil é grande demais para ignorar a eficácia desse tipo de programa. Se o governo resolver queimar dinheiro no Bolsa Família para atrair as pessoas para um sopão isso ainda vai ser mais eficaz socialmente do que qualquer coisa que tenha atraído seu favor nos últimos anos (tirando o plano real). Como eu dei um conselho, aqui vai um pedido: escrevam uma matéria decente sobre a expansão do número de cargos de confiança no governo. Isso sim merece o nosso escândalo. Isso sim é manipulação eleitoreira. Eu gostaria de saber mais sobre isso. Como cidadão, acho que todos os brasileiros têm o direito de saber mais sobre isso.

Sérgio Guerra: você é o cão de guarda do PSDB. Mas cão que ladra não morde! Diga que nos anos 90 o país passou por uma revolução econômica liberalizante, que a privatização trouxe eficiência e eficácia a serviços que antes eram uma bosta, diga que a Vale e a Embraer viraram show de bola, diga que não vai privatizar a petrobrás porque o PSDB não é burro de vender o que dá dinheiro-bagarai. Diga que o PT jogou tudo fora, favorecendo grandes conglomerados, a concentração de mercados. Espete na conta deles que eles arruinaram o sistema de agências controladoras com favorecimento político, nomeações picaretas e incompetentes. Diga que a economia do Brasil não cresce mais, que a classe média se endivida nas Casas Bahia por causa dos impostos, e que isso é culpa dos milhares de cargos de confiança que o governo companheiro está criando na frente de todo mundo. E faça o seu candidato assinar um papel dizendo que vai reformar o serviço público, que vai reduzir o número de cargos de confiança a 0.05 % do total dos funcionários públicos. Assim, uma Carta aos Brasileiros. Diga que o PT assinou a Carta aos Banqueiros, que os juros praticados estão sufocando o que poderia ser o maior crescimento de nossa história, que o dólar alto desse jeito jogou nosso país de volta pros anos em que éramos exportadores de matéria prima e importadores de produtos de quinta categoria. E por favor, pergunte à Sra ex-ministra das minas de energia, todos os dias, se no apagão faltou luz na casa onde ela mora sem pagar contas por que é tudo pago com nossos impostos, por que na casa de milhões de cidadãos brasileiros que pagam suas  contas faltou. Seja substantivo, e deixe de ser pautado pelas manchetes preguiçosas da nossa imprensa porcaria.