Ultimamente a revista veja tem sido acusada de mau jornalismo.  Esta controvérsia em torno do Eduardo Viveiros de Castro (olha o currículo Lattes desse homem, meu Deus!) mostra que a revista conseguiu mudar de patamar: como ele mesmo mostra, a Veja acaba de adentrar o ramo do jornalismo burro. Por isso eu sou contra a reguamentação da profissão de jornalismo. Existem jornalistas inteligentes, competentes, experientes, etc (não na Veja, pelo visto). Mas cursar comunicação não te transforma em jornalismo, não te deixa mais inteligente e não te dá o monopólio da verdade. É como exigir diploma de História para ser historiador (o que a ANPUH, tristemente, está querendo fazer).

Não leia a Veja. Mas deixe de comprá-la pelo motivo correto. Não é porque ela apoia o candidato X ou Y. É porque ela é ruim mesmo.