Um estudo feito nos EUA sugere que atrasar o início das aulas em meia hora pode trazer grandes benefícios para estudantes adolescentes. A primeira vez que vi isso citado, achei uma bobagem. Mas agora, lendo a reportagem (via Balloon Juice), me chamou a atenção a informação de que adolescentes têm seu sono mais profundo no início da manhã, quando normalmente esperamos que eles acordem se vistam e vão para a escola. Com mais meia hora pro sono as aulas perdem uns 5 ou 10 minutos (no caso da escola  estudada), mas os alunos ficam mais alertas e o traballho dos professores corre melhor. Uma vez assisti uma palestra em que um professor observava que escolas são uma da mais poderosa invenção de nossa civilização, um bom exemplo de uma instituição ‘total’: milhares se levantam na mesma hora, não de acordo com suas necessidades mas com um ‘horário’ definido por especialistas; vestem uniformes, pegam os mesmos livros, entram em ônibus e carros, passam horas sentados juntos, se movem quando recebem ordem para se mover… não pode dar certo.

Existem alguns problemas com isso, no entanto (alguns mencionados pelas pessoas envolvidas): 1. começar a aula mais tarde é muitas vezes incompatível com os horários dos pais, que vão para o trabalho (vai ter filho para entender o peso deste argumento); 2. ‘estar desperto’ não é a única coisa que influencia o desempenho de ume studante na sala de aula, e ‘desperto’ não quer dizer ‘atento’: tive muitos alunos ‘despertos’ demais; 3. seria muito difícil para um político dizer que vai melhorar a educação dizendo que pretende deixar os meninos dormirem mais meia horinha – o cara ia ser recebido a vara pelos meios de comunicação e pelos pais.