Bom, eleições. O resultado me surpreendeu tanto quanto a vocês. A votação da Marina foi espetacular, cerca de 19.5% (com 98% dos votos apurados). Serra vai para o segundo turno, na minha opinião mais fraco do que gostaria. O fato de contar com o Alckmin, Aécio, Anastasia e Beto Richa quer dizer que vai haver um rearranjo das forças dentro da tucanada. Aliás, no caso do Alckmin nem se sabe o que vai dar, uma vez que a eleição está sendo contestada.

O negócio agora é esperar para ver o que a Marina vai fazer. Eu esperava que ela tivesse uma votação boa e pudesse se cacifar para ser líder da oposição – uma oposição verde à Dilma, seria show. Mas agora, com segundo turno, ela vai ter que se pronunciar. Não adianta tentar apressar o processo, mas ficar em cima do muro não é uma opção. E se ela apoiar o Serra eu vou ficar muito decepcionado. O que ela pode fazer, se apoiar Dilma, é trazer muito de sua agenda progressista para se somar à da Dilma. Além de quebrar certas resistências que pelo visto andaram aparecendo em meios religiosos à candidata do PT. Seria uma contribuição pequena, a Dilma teve uma votação espetacular para uma marinheira de primeira viagem, mas seria uma contribuição real.

2014 fica daqui a 4 anos, então não adianta colocar os bois na frente do carro. Faça a coisa certa, Marina, apoie a Dilma, e assuma uma posição de liderança à qual sua votação te credenciou.

ps: as eleições para senadores no Rio e em SP me trouxeram duas boas surpresas. Netinho dançou em SP, vai aprender a não bater em mulher. César Maia teve metade dos votos do Crivella. Não que o crivela fosse bom, não tinha um bom candidato ao senado no Rio. Mas ver o CM tomar um chocolate destes dá gosto.

ps2: amanhã vou a Campinas para uma banca e dar uma aula, terça voltamos às atividades normais.