Do Gaspari, de hoje:

A FALTA DE TASSO
Depois de ter trabalhado por muitos caminhos e em todos os portos para derrotar Tasso Jereissati no Ceará, Ciro Gomes disse que ele “fará falta”.
Entre 1890 e 2002 a família Ferreira Gomes, poderoso clã de Sobral, governou a cidade em cinco ocasiões. Tasso desmunicipalizou os Gomes e abriu o caminho para que Ciro governasse o Estado. Em 2006 seu irmão, Cid, foi para a cadeira, reelegendo-se no dia 3. Com isso, os Ferreira Gomes acumularam, pelo voto, uma proeminência na política cearense só comparável à das famílias da República Velha.
O deputado federal mais votado do Ceará, com 246 mil votos e 22 anos, é o filho do vice-governador eleito e atual presidente da Assembleia Legislativa. Atrás dele veio José Nobre Guimarães, do PT, nacionalmente famoso desde 2005, quando um de seus assessores foi preso com R$ 200 mil numa mala e US$ 100 mil na cueca.
Ciro Gomes tem razão, Tasso fará muita falta.